Os romanos tinham um panteão de deuses que que foi, em sua grande maioria, "herdado" da cultura grega. Portanto, quase todos os deuses romanos possuem seus correspondentes gregos.
Sylvanus e Faunus eram divindades latinas cujas características são tão parecidas com as de Pan, que nós podemos considerar-los como o mesmo personagem com  nomes diferentes.

 

Faunos


Entre os romanos, faunos eram deidades de florestas selvagens com pequenos chifres,  pernas de cabra e um pequeno rabo. Eles acompanhavam o deus Faunus
Alegres, sempre cantando, habilidosos, sempre se divertindo. Faunos são análogos aos sátiros gregos.

 

Faunus

 
O deus da natureza selvagem e da fertilidade, também considerado o doador dos oráculos. Ele foi identificado depois com o Pan grego e também  assumiu algumas das características de Pan como os chifres e as pernas de cabra. Como o protetor dos rebanhos, ele está também é chamado Lupercus ("aquele que protege dos lobos ").

Uma tradição particular conta que Faunus era o rei de Latium, o filho de Picus e neto do deus Saturno. Depois de sua morte, ele foi divinizado como Fatuus, e um culto pequeno formou ao redor da sua pessoa  na floresta sagrada de Tibur (Tivoli). Em 15 de fevereiro (a data de fundanção do do templo) seu festival, o Lupercalia, era célebre. Padres (chamados Luperci) vestiam peles de cabra e caminhavam pelas ruas de Roma   batendo nos espectadores com cintos feitos de pele de cabra. Outro festival era o Faunalia, observado 5 de dezembro.
Ele é acompanhado pelos faunos, análogos aos sátiros gregos. Sua contraparte feminina  é a Fauna.

 

Sátiros


Na mitologia grega, os sátiros são deidades dos bosques e montanhas. Eles são meio humanos e meio animais; tendo o  rabo, chifres e patas de cabra. Eles são os companheiros de Dionysus, o deus de vinho, e gastavam o tempo bebendo,dançando, tocando música, e perseguindo ninfas...

PAN


O deus de bosques e campos, de rebanhos e pastores, vagava  nas montanhas e em vales, e se divertia com a perseguição das ninfas ou conduzindo suas danças . Ele era apaixonado por música, e  inventou a syrinx, ou flauta de pan, feito do corpo transformado da ninfa Syrinx por quem ele havia se apaixonado.Pan também era o deus da fertilidade, sexualidade masculina desenfreada e desejo carnal.
Como o nome do deus significava "tudo", Pan veio a ser considerado como um símbolo do universo e personificação da Natureza; e; mais recentemente como representante de todos os deuses.